outubro 24, 2009

Por que sorriste?

Gozado falar de sorriso enquanto choro, compulsivamente. Felizmente esse choro não é de tristeza, nem de mágoa, muito menos de ódio, é de amor. Queria me responder a questão da onde vem meu sorriso, encontrei a resposta no meio dessas lágrimas.

Meu sorriso vem de dentro de mim, mas não vem sozinho. Porque, só, não chegaria onde estou. Porque é, exatamente, o jeito que reajo àquilo que é externo a mim que me fez sorrir dessa maneira. E outra coisa vem junto desse sorriso, o entendimento de que a ajuda dos outros não minimiza a minha própria força.

Tenho anjos da guarda em terra, pessoas que me protegem e que são, igualmente, protegidas por mim. E é por eles, e por mim, que choro. É por causa deles tenho a coragem de chorar, tenho a força de saber que as coisas vão melhorar. Eles me inspiram, me apoiam e me motivam, não importa como.

E, esse texto, que tinha como objetivo principal explicar algo de maneira 'poética', vai acabar da maneira mais piegas possível, com um agradecimento. Obrigada meus anjos, sempre.


2 comentários:

mariana disse...

Com ctza prefiro ver os amigos sorrindo do que chorando, sempre! Mas de qq forma as lágrimas secam e os anjos estão aí para enxugá-las...

Loviu Delira!

aprevidelli disse...

Que lindo, Camila! Acho que expressou muito bem o que é ter amigos nas melhores e piores horas da vida.
=)